Tamanho do texto

Brasília, 28 - O Ibama informou hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, que três compradores visitaram o local onde estão os bois piratas que foram a leilão hoje. A decisão do juiz, entretanto, retraiu os interessados, informou o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Flavio Montiel.

Ele refere-se à decisão do desembargador federal Olinto Herculano de Menezes, que determinou a suspensão do deságio de 60% no preço de venda dos lotes.

Segundo avaliações do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama, o juiz foi induzido a erro porque o preço de mercado baixou na região após os cerca de 10 mil bois terem sido postos à venda por pecuaristas, por conta de ações de repressão ao boi pirata criado ilegalmente na Estação Ecológica da Terra do Meio, em Altamira, no Pará.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.