Londres, 30 - A Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês), informou que o tráfego aéreo internacional de cargas despencou 22,6% em dezembro ante igual mês de 2007. O transporte aéreo de carga representa 35% do valor dos bens comercializados internacionalmente.

O tráfego aéreo de passageiros, por sua vez, caiu 4,6% em dezembro ante dezembro de 2007. Em todo o ano de 2008, o tráfego internacional de cargas caiu 4%, enquanto o de passageiros cresceu 1,6%. A taxa de ocupação internacional caiu de 77,3% em 2007 para 75,9%.

"A queda de 22,6% do transporte global de cargas não tem precedentes e é chocante", disse o diretor geral da Iata, Giovanni Bisignani. "Não existe uma descrição mais clara da desaceleração do comércio mundial do que essa." As operadoras da região Ásia Pacífico, que respondem por 45% do tráfego aéreo internacional de cargas, foram as que sofreram o pior declínio em dezembro, de 26%.

Para este ano, a Iata prevê prejuízo de US$ 2,5 bilhões para as companhias aéreas, depois da perda de US$ 5 bilhões registrada em 2008. A associação também estima uma queda de 3% do número de passageiros transportados e de 5% do volume de carga. A receita do setor deve contrair-se de US$ 536 bilhões em 2008 para US$ 501 bilhões em 2009. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.