Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Iata confirma desaceleração de crescimento do tráfego aéreo de passageiros

Genebra, 30 set (EFE).- O tráfego internacional de passageiros confirmou sua desaceleração ao registrar crescimento de 1,3% em agosto, em comparação ao 1,9% de julho, índice que já era considerado baixo, informou hoje a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, em inglês).

EFE |

Pelo terceiro mês consecutivo, o trânsito de mercadorias teve contração de 2,7% em agosto, após cair 1,9% em julho e 0,8% em junho.

O diretor-geral da Iata, Giovanni Bisignani, disse que o tráfego de passageiros "cresceu 5,4% no primeiro semestre do ano, mas desacelerou 1,9% em julho e 1,3% em agosto".

"O contraste entre o primeiro semestre do ano e os últimos dois é enorme", declarou em comunicado.

Ao descrever a situação, Bisignani afirmou que o arrefecimento foi "tão repentino que as companhias aéreas não puderam ajustar sua capacidade com rapidez suficiente".

Bisignani acrescentou que a queda do preço do petróleo foi um alívio para o setor, mas lembrou que apesar disto, a commodity está 30% mais alta do que há um ano.

Caso a isto se junte "um crescimento do tráfego aéreo em contínuo declive, a indústria continua registrando perdas de US$ 5,2 bilhões este ano", sustentou Bisignani.

Segundo dados da Iata, o tráfego aéreo de carga recuou nos últimos três meses, particularmente na região da Ásia-Pacífico, que sofreu baixa de 6,5% em julho e 6,8% em agosto.

As companhias aéreas transportam 35% dos bens comerciados internacionalmente, de modo que esta situação "é uma clara indicação de que o comércio global está desacelerando" em conseqüência da crise financeira internacional, informou a entidade.

A Iata destacou que embora se espere uma recuperação na Ásia-Pacífico nos próximos meses, os dados de transporte aéreo indicam que as economias da região estão sentindo o impacto da turbulência nos mercados.

Outra região onde a situação piorou é o Oriente Médio, pois o crescimento do tráfego aéreo recuou 4,3% em agosto e 5,3% em julho, frente a uma média de 10,6% entre janeiro e junho deste ano.

Por outro lado, o tráfego internacional de passageiros em companhias norte-americanas acelerou de 4,2% em julho e 5,2% em agosto, enquanto na América Latina subiu de 8,1% para 11,9%, e na Europa, de 1,3% para 1,6%. EFE is/wr/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG