Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Hungria criará fundo de 2,294 bilhões de euros para estabilizar bancos

Budapeste, 6 nov (EFE).- O Banco Nacional húngaro (MNB) e o Governo húngaro anunciaram que destinarão 2,294 bilhões de euros para a criação de um fundo de garantia e para aumentar o capital próprio das instituições financeiras do país.

EFE |

O fundo de garantia, que acumulará a metade deste capital, servirá para que os bancos húngaros possam "ter acesso a novas fontes (financeiras) de baixo custo", declarou András Simor, presidente do MNB.

O executivo do banco emissor acrescentou que o pacote de 2,294 bilhões de euros é necessário para que as entidades húngaras não sofram desvantagens frente às dos países ocidentais, onde já foram criados fundos semelhantes.

Além disso, o ministro das Finanças da Hungria, János Veres, acrescentou que em troca desta ajuda o Governo adquiriria parte do conjunto de acionistas dos bancos que usarem este pacote, embora de forma provisória.

Os fundos para criar este pacote sairão dos 20 bilhões de euros de ajuda concedidos pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), pela União Européia (UE) e pelo Banco Mundial (BM) para resgatar a Hungria da quebra.

A forte injeção financeira internacional conseguiu acalmar o mercado, mas o Governo se viu obrigado a anunciar severas medidas de poupança.

Segundo informações do FMI, o empréstimo estará à disposição da Hungria durante 17 meses e deve ser devolvido em um período de 3 a 5 anos.

Durante a elaboração do pacote apresentado hoje as autoridades húngaras consultaram o Banco Central Europeu e consideraram suas propostas.

O ministro acrescentou que o projeto de lei para criar este fundo será apresentado ao Parlamento antes do dia 10 de novembro. EFE mn/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG