Tamanho do texto

Berlim, 25 out (EFE) - O banco público estadual HSH Nordbank confirmou hoje que recorrerá ao pacote financeiro de resgate de 500 bilhões euros do Governo da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, como já fez o BayernLB. A direção do HSH Nordbank decidiu usar o pacote de medidas do Governo, destacou hoje Rune Hoffman, porta-voz do banco regional cidade-estado de Hamburgo e do estado federado de Schleswig-Holstein, que não deu mais detalhes sobre o tema. O HSH Nordbank, da mesma forma que o WestLB, estudava há dias suas necessidades financeiras para decidir se solicitaria ajudas estatais. Esta semana, o BayernLB pediu 5,4 bilhões de euros do pacote de auxílio do Governo.

Por enquanto, os grandes bancos privados mostraram mais cautela ou disseram claramente que não precisam da ajuda estatal, como o Deutsche Bank.

Hoffman explicou que o HSH Nordbank recorrerá às ajudas e acrescentou que, para o banco, é primordial reativar o sistema de créditos interbancário.

O pacote de resgate financeiro para os bancos alemães aprovado pelo Governo e pelo Parlamento, de 500 bilhões de euros, está sujeito a condições que limitam, por exemplo, o salário de seus presidentes em até 500 mil euros anuais.

O plano contempla ajudas públicas no valor de 400 bilhões de euros para incentivar os créditos entre bancos e a compra de pacotes acionários dos bancos privados por um total de 80 bilhões de euros para reforçar o capital das instituições financeiras.

O Estado retém os 20 bilhões de euros restantes caso parte das ajudas tenham que ser aplicadas. EFE nvm/wr/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.