O banco britânico HSBC anunciou nesta sexta-feira que comprará do grupo imobiliário espanhol Metrovacesa sua sede mundial londrina, que havia vendido em 2007, mas a um preço muito inferior ao que vendeu, o que permitirá um lucro de 250 milhões de libras.

Os dois grupos chegaram a um acordo para a venda da "Torre HSBC", um enorme edifício em pleno centro de Canary Wharf, o moderno bairro financeiro de Londres, a um preço de 838 milhões de libras.

Este é um excelente negócio para o HSBC, que venceu o imóvel para a Metrovacesa no início de 2007, em pleno auge dos preços imobiliários, por 1,1 bilhão de libras.

O HSBC informou em um comunicado que vai registrar em suas contas do segundo semestre um lucro de aproximadamente 250 milhões de libras graças à aquisição.

O banco, que voltará a ser proprietário da própria sede, não terá mais que desembolsar o caro aluguel que havia concordado em pagar durante 20 anos a Metrovacesa, fixado em 43,5 milhões de libras anuais.

O HSBC, maior banco da Europa em capitalização e um dos principais do planeta, continuava sendo o inquilino do edifício, onde mantém seu quartel-general mundial.

fpo/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.