O HSBC Holdings não está interessado na compra do banco norte-americano Morgan Stanley, disse uma fonte próxima ao conglomerado financeiro britânico. O HSBC já deixou claro que comprar um banco de investimentos não está na sua agenda e sente que o Morgan Stanley não vale o esforço, declarou a fonte.

O HSBC foi um dos nomes apontados como tendo interesse no Morgan Stanley, que entrou em negociações de fusão depois de perder mais de 40% de seu valor na semana passada. O Morgan conversa com o Wachovia e com o braço de investimentos do governo chinês, informou ontem o "Wall Street Journal". As opções incluem desde uma fusão completa à venda de uma grande participação minoritária.

Nesta sexta-feira, o HSBC anunciou o cancelamento de um acordo para comprar uma participação majoritária no Korea Exchange Bank (KEB), controlado pelo Lone Star Funds, fundo norte-americano de private equity (compra de participação em outras empresas). O fracasso da transação marca a quinta tentativa mal sucedida do HSBC de comprar um banco na Coréia do Sul desde a crise financeira asiática, em 1997. Segundo analistas, o HSBC agora deve buscar o crescimento orgânico no mercado sul-coreano, onde tem 11 agências. Alguns analistas haviam especulado que o HSBC havia abandonado a negociação na Coréia do Sul para se concentrar na compra de um banco nos EUA. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.