Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

HSBC eleva para overweight recomendação para ações brasileiras

Os analistas do banco britânico HSBC alteraram a recomendação para as ações brasileiras de neutra para overweight - peso acima da média - dentro de seu portfólio para ações de mercados emergentes. Embora o Brasil seja um dos mercados emergentes com uma boa performance, com uma valorização de 10,7% no ano até a data (em dólares), o País parece agora, particularmente, mais bem posicionado para se beneficiar da nascente mudança cíclica para um quadro mais positivo, escreveram os estrategistas John Lomax, Alexandre Gartner e Wietse Nijenhuis, em relatório distribuído na sexta-feira à tarde.

Agência Estado |

Dois fatores centrais motivaram a revisão da recomendação pelos analistas. O primeiro é a visão de que o Brasil estaria entre os países que podem ser mais beneficiados pelos sinais de melhora da economia chinesa. "A guinada para cima do crescimento da China parece agora estar dando mais tração aos preços das commodities, que se estabilizaram amplamente", destacaram. "Ao mesmo tempo o Índice Seco do Báltico (Dry Baltic Index) está subindo fortemente, a despeito de ter saído de uma base baixa, e avançou 45% na semana passada."

O outro motivo para a elevação da recomendação dos analistas para as ações brasileiras está na situação da economia doméstica. A despeito dos dados econômicos do Brasil terem vindo muito fracos, os analistas notaram que o sistema financeiro se mostra sólido e não há sinais de problemas de solvência. Também citaram a posição de endividamento externo forte e a preocupação limitada com refinanciamento. "A colocação de US$ 1,5 bilhão em papéis de 10 anos pelo Petrobras no dia 4 de fevereiro propiciou mais confiança sobre a capacidade de financiamento do País e de seus principais nomes corporativos", observaram. "Olhando para o futuro, uma combinação de retomada da alta dos preços das commodities e alívio monetário deve dar suporte para o crescimento do País."

Os analistas também consideram o valor do mercado brasileiro atraente, considerando que há um estofo menor para rebaixamento de lucros das empresas brasileiras, na comparação com outros emergentes. As condições de liquidez também deram sinais de recuperação.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG