Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Home theaters já não são mais complicados

Home theaters já não são mais complicados Por Jocelyn Auricchio São Paulo, 08 (AE) - Quem não tem paciência com um monte de conexões ou simplesmente prefere uma solução mais elegante, com tudo integrado, tem nos home theaters um poderoso aliado. O equipamento tem como objetivo oferecer um som mais poderoso, parecido com o do cinema, na sala de casa.

Agência Estado |

Basicamente, o home theater consiste em um aparelho de som de desenho compacto capaz de espalhar o áudio por quatro ou mais alto-falantes. Para o som mais grave, o home theater vem com uma caixa extra, chamada subwoofer, que faz com que os sons mais profundos, aqueles que estremecem janelas e até ressoam no peito, sejam reproduzidos corretamente.

O home theater também traz integrado um leitor de discos, que serve para reproduzir música de CDs e filmes em DVD. Os aparelhos mais avançados contam inclusive com leitores de Blu-ray, os discos de última geração que trazem filmes em alta definição.

As várias caixas acústicas de um home theater também podem ser fonte de grande dor de cabeça. Para funcionarem corretamente, elas precisam estar posicionadas corretamente no ambiente. O ideal é distribui-las de maneira circular pela sala, todas voltadas para o local onde você ficará sentado para assistir aos filmes ou ouvir música. As caixas frontais, direita e esquerda, precisam ficar próximas à tela da TV. A caixa central frontal, diretamente abaixo ou acima da tela. E as caixas traseiras, logo atrás do sofá, direcionadas ao local onde você fica sentado.

O subwoofer não precisa ser colocado em nenhuma posição específica, pois o som que ele gera, de baixa freqüência, atravessa a sala sem problemas. Só tome cuidado para não deixá-lo perto de uma cristaleira, pois dependendo do volume e do som reproduzido, seus copos podem literalmente pular das prateleiras.

Existem no mercado vários home theaters que contam com conexão sem fios para as caixas traseiras, o que facilita bastante a vida de quem não quer usar tapetes ou metros de cabos passando por cima dos rodapés. É um pequeno módulo, que funciona praticamente como um telefone sem fio de última geração. Nesse caso, se você não abre mão da estética do seu ambiente, o investimento pode valer à pena.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG