Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Home Broker começa 2009 com crescimento

SÃO PAULO - Deixando para trás o pior ano desde 1972 para a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o investidor pessoa física deu um voto de confiança para as ações no começo de 2009 e aumentou sua participação no mercado. Tal percepção é evidenciada pelos dados do Home Broker durante o mês de janeiro.

Valor Online |

As operações através desse sistema, que virou símbolo da participação do pequeno investidor no mercado de renda variável, responderam por 17,8% do volume total negociado em janeiro, avançando de 15,8% no último mês de 2008.

As negociações realizadas por meio da ferramenta, que permite a colocação de ordens de compra e venda via internet, somaram R$ 26,81 bilhões, alta de 10% em relação aos R$ 24,31 bilhões de dezembro. Com isso, o volume médio diário aumentou de R$ 1,21 bilhão para R$ 1,27 bilhão. Já a quantidade total de negócios ficou em 3,2 milhões, contra 2,9 milhões de dezembro, com média diária de 156,8 mil frente aos 146,8 mil anteriores.

A quantidade de investidores com ofertas colocadas apresentou leve baixa, de 156.618 para 155.618. Já o valor médio por negócio cresceu 3,3%, para R$ 9,2 mil. Em janeiro deste exercício, 60 corretoras ofereceram o serviço, uma a menos que em dezembro de 2008.

A base de investidores pessoas físicas mantém a tendência de crescimento observado ao longo do ano passado. Os CPFs cadastrados na bolsa subiram de 536.483 em dezembro para 537.863 um mês depois.

Os clubes de investimento, outra forma de participação do pequeno investidor, também apresentaram expansão. Em janeiro, foram abertos 30 novos clubes, o que eleva o total de clubes para 2.778. De acordo com os últimos dados disponíveis, relativos ao mês de dezembro, o patrimônio líquido somava R$ 8,3 bilhões e o número de cotistas estava em 148,6 mil.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG