Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Holanda proíbe cigarros de tabaco

O fumo de tabaco foi proibido nesta semana em restaurantes e cafés da Holanda sob protesto dos donos dos estabelecimentos, que reclamam que a lei permite, no entanto, que os fregueses acendam cigarros de maconha. Estão vetados ainda cigarros mais fracos, com tabaco misturado à maconha.

Agência Estado |

"É como dizer a alguém que você pode ir a um café e comprar uma cerveja, mas não pode bebê-la ali - você acabará consumindo uísque, rum ou vodca", disse Paul Wilhelm, dono do De Tweede Kamer, um café popular em Amsterdã.

Como a maioria dos fregueses prefere cigarros mais fracos, em que a maconha é misturada ao tabaco, e apenas 18% preferem os de maconha pura, o temor é que os dias dos cafés estejam contados. A indústria de abastecimento informou que 1.600 cafés por todo o país já estariam à venda porque seus donos acham que seu negócio está condenado.

Wilhelm, que comanda seu café desde 1985, disse que a lei ameaçava "arrancar o coração" da vida social de Amsterdã. "Eles vão destruir isso com o que me parece uma lei ridícula." Mark Jacobsen, presidente da BCD, uma associação nacional de donos de cafés, disse que a implementação adequada da lei requereria fiscais para verificar se cada cigarro de maconha não contém tabaco. "Em outros países eles procuram maconha no seu cigarro de tabaco, aqui eles verificarão se você tem tabaco na sua maconha."

O Departamento de Segurança de Produtos de Consumo e Alimentos, entidade responsável pela aplicação da proibição, afirma que treinou 200 fiscais. "Eles sabem dizer a diferença entre um baseado puro ou misto por seu cheiro e aparência", informou. Alguns donos de cafés tentam maneiras alternativas de lidar com o problema e permitir que sua clientela continue desfrutando de um baseado sem tabaco sem ser forte demais.

Um inventor que se autodenomina Evert está fazendo negócio com vaporizadores de U$ 800 - nos quais o haxixe ou a maconha é aquecido a 180°C e o vapor vai para um balão de onde é inalado pelos fumantes, o que suavizaria o consumo de maconha pura.

Além disso, alguns cafés disseram que vão simplesmente fazer mais bolos ou "tortas espaciais" de maconha pura, e outros construíram em suas dependências "fumódromos".

O ministro da Saúde, Ab Klink, disse que além de melhorar a saúde das pessoas, a lei poderá ajudar a eliminar a "vadiagem". "Os consumidores que passam o dia todo nos cafés terão de encontrar outras coisas para fazer."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG