Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Hidrelétrica de Marabá será incluída em plano decenal do governo

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O próximo grande projeto hidrelétrico do Brasil após a usina de Belo Monte será a usina de Marabá (PA), no rio Tocantins, com capacidade para 1.800 megawatts, informou nesta quinta-feira o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim. Segundo ele, a usina de Marabá entrará no plano decenal 2008-2017, que será entregue ao Ministério de Minas e Energia ainda neste mês. A previsão é que essas instalações sejam completadas entre 2014 e 2015, disse Tolmasquim após a entrega do 10o prêmio da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee).

Reuters |

De acordo com Tolmasquim, a usina de São Luis, com capacidade para 9.080 megawatts e que tinha previsão para também ser incluída no plano, deve ficar de fora devido a estudos que estão demonstrando maior eficiência do projeto se ele for dividido em duas ou mais hidrelétricas.

'O estudo que está sendo feito está medindo custo benefício de dividir a usina em duas ou mais', disse Tolmasquim, que reafirmou a intenção do governo de manter a usina de Belo Monte, cujo leilão será em 2009. A capacidade desse projeto, o único do rio Xingu, é de mais de 11 mil megawatts.

(Reportagem de Denise Luna)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG