Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

HBOS vende filiais australianas

Londres, 8 out (EFE).- Muito afetado pela crise mundial de crédito, o banco britânico Halifax Bank of Scotland (HBOS) venderá seus filiais australianas BankWest e St.

EFE |

Andrews ao Commonwealth Bank of Austrália (CBA) por 2,1 bilhões de dólares australianos (1 bilhão de euros).

Com esta operação, o HBOS se desfaz de suas operações de bancos no varejo e comercial e de seus negócios de seguros e de gestão de ativos, comunicou hoje o banco à bolsa de Londres.

Apesar da venda destes dois bancos, o HBOS manterá sua presença na Austrália, onde continuará com bancos corporativos e financiamento de ativos financeiros através do Bank of Scotland International e de Capital Finance Australia.

A operação, prevista para dezembro, envolve, além desse pagamento com dinheiro, a devolução por parte do CBA de 360 milhões de dólares australianos (170 milhões de euros) de excesso de capital procedentes do BankWest.

Além disso, o CBA cancelará ações preferenciais emitidas para o HBOS com um valor nominal total de 530 milhões de dólares australianos (253 milhões de euros).

O HBOS indicou que esta venda lhe dará uma perda de 440 milhões de libras (562 milhões de euros).

O executivo-chefe da divisão internacional do HBOS, Colin Matthew, afirmou que esta operação melhorará a posição de capital do grupo e reduzirá sua necessidade de obter financiamento no mercado de crédito.

O HBOS adotou recentemente uma ampliação de capital de 4 bilhões de libras (5,12 bilhões de euro) e se viu obrigado em setembro a aceitar uma oferta de compra do Lloyds TSB, que aprovou agora esta operação.

Por sua parte, o CBA ressaltou que pretende financiar totalmente a compra com títulos da dívida por um total de 2 bilhões de dólares (1,47 bilhões de euros).

"O CBA estuda regularmente as oportunidades de compra, mas raramente encontramos um ativo de qualidade como o BankWest disponível em condições como estas", afirmou o executivo- chefe do grupo financeiro australiano, Ralph Norris. EFE pdj/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG