Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

GVT/Swarth: conclusão é adiada por 30 dias em razão da turbulência

A GVT informou que a conclusão da venda de ações para a Swarth Investments por R$ 148,75 milhões, foi adiada por mais 30 dias. O negócio foi anunciado em 15 de setembro e inicialmente seria concluído em 15 de outubro.

Agência Estado |

"Devido às recentes flutuações do câmbio e à volatilidade do mercado de capitais, incluindo o preço das ações da companhia, a GVT foi informada que as partes acordaram estender a data de fechamento em até 30 dias adicionais e que durante esse período o contrato continua vigente e todos os termos e condições continuam inalterados", informou a empresa em comunicado ao mercado.

Pelo acordo, a Swarth Investments - empresa controlada pelo presidente do conselho de administração da companhia, Shaul Shani, e acionista indireta da empresa - assinou um contrato de compra de ações com a Global Village Telecom B.V. (GVT Holland) que resultará no aumento de sua participação acionária.

Pelos termos do acordo, a Swarth vai comprar da GVT Holland 5.000.000 de ações ordinárias, correspondentes a 3,9% do total de ações emitidas pela GVT, a um preço de aquisição de R$ 29,75 por ação, o que implica em um desembolso de R$ 148,75 milhões.

Além disso, a GVT Holland concedeu à Swarth uma opção para aquisição de um lote adicional de até 4,7 milhões de ações, que poderá ser exercido em um período de 12 meses. O número definitivo de opções de compra de ações e o seu preço dependem de certos termos e condições previstos no contrato, segundo informou a GVT.

Com a conclusão do negócio, a participação da Swarth aumentará de 8,1% para 12% do total de ações emitidas pela GVT, enquanto que a GVT Holland passará a deter participação de cerca de 19%. Não haverá qualquer alteração no controle da GVT, atualmente já exercido em conjunto por Swarth e GVT Holland.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG