A GVT (Holding) registrou lucro líquido de R$ 32,4 milhões no primeiro trimestre de 2010, o que representa uma alta de 24,7% sobre o mesmo período de 2009. Segundo a empresa, excluindo os efeitos do resgate antecipado das <i>Senior Secured Notes</i>, o lucro líquido teria alcançado R$ 60,4 milhões, um crescimento de 132%.

A GVT (Holding) registrou lucro líquido de R$ 32,4 milhões no primeiro trimestre de 2010, o que representa uma alta de 24,7% sobre o mesmo período de 2009. Segundo a empresa, excluindo os efeitos do resgate antecipado das <i>Senior Secured Notes</i>, o lucro líquido teria alcançado R$ 60,4 milhões, um crescimento de 132%. O Ebitda ajustado cresceu 46,8% no primeiro trimestre deste ano na comparação com os três primeiros meses de 2009, para R$ 207,1 milhões, e a margem Ebitda ajustada aumentou 2,8 pontos porcentuais, para 40,3%. De acordo com a GVT, "o aumento na margem Ebitda ajustada ocorreu principalmente em função do aumento da receita de Serviços de Próxima Geração (NGS), combinados com a otimização dos custos de <i>backbone</i> e IP e uma redução nas despesas com vendas e marketing como porcentual da receita líquida". A receita líquida alcançou R$ 513,4 milhões nos três primeiros meses de 2010, um crescimento de 36,5%, "devido, principalmente, ao aumento de 65,9% na receita de banda larga e ao aumento de 31,6% na receita de serviços de voz". De acordo com a empresa, as adições líquidas de linhas em serviços (LIS) totalizaram 301.403 linhas no primeiro trimestre de 2010, uma alta de 59,9% em relação ao mesmo período de 2009. Desse total, 132.392 linhas foram voz, 78.465 ADSL, 88.548 dados corporativos e 8.205 VoIP. Houve redução de 6.207 linhas de ISP (Provedor de Serviços de Internet). O Capex atingiu R$ 172,6 milhões no primeiro trimestre de 2010, avanço de 63,9%. Para o ano de 2010, o Conselho de Administração da companhia aprovou um valor adicional de R$ 205 milhões no total de investimentos, que chegará a aproximadamente R$ 1,1 bilhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.