Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Grupos de manifestantes ocupam fábrica em construção da Tata Motors na Índia

Nova Délhi, 25 ago (EFE).- Grupos de manifestantes ocuparam hoje pelo segundo dia consecutivo, no estado de Bengala (Índia), a fábrica em construção da companhia Tata Motors, que deseja produzir no local o Nano - carro mais barato do mundo -, enquanto outras regiões do país ofereceram terras para uma possível mudança de projeto.

EFE |

Os vários convites foram feitos pelos estados de Punjab, Haryana e Rajasthan, a região ocidental de Maharashtra, estado central de Madhya, e pelos estados de Orissa, no leste, e Andhra, no sudeste, segundo as agências "Ians" e "PTI".

As ofertas coincidem com novas manifestações nas quais os agricultores, apoiados por militantes do partido Congresso Trinamul, exigem que a empresa devolva 162 hectares agrícolas desapropriados pelo Governo regional e, posteriormente, vendidos à companhia no município de Singur.

Os protestos levaram os manifestantes a ocupar hoje as instalações da Tata em Singur pelo segundo dia consecutivo. Eles ameaçam continuar com ações de forma indefinida até que suas reivindicações sejam atendidas.

O líder do Congresso Trinamul, Mamata Banerjee, assegurou neste domingo que o Governo regional "ficará sem outra opção" que não seja a devolução das terras aos antigos proprietários, e acrescentou que as mobilizações continuarão até que essa exigência seja cumprida.

O chefe do Governo de Bengala, Buddhadeb Bhattacharjee, afirmara previamente que a devolução das terras não seria possível porque representaria o fim total do projeto.

O chefe do Executivo deseja realizar uma nova rodada de reuniões com o partido opositor que promove as mobilizações para tentar chegar a um acordo. EFE mb/fh/gs

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG