Frankfurt (Alemanha), 21 jul (EFE).- O grupo Volkswagen vendeu até junho deste ano a quantidade recorde de 3,27 milhões de veículos, 5,8% a mais do que no mesmo período do ano passado, mas as vendas da marca Seat diminuíram.

Segundo informou hoje a Volkswagen em comunicado, as vendas na China aumentaram 23,2% nos seis primeiros meses do ano, até alcançarem 531.600 veículos. Além disto, esta é a primeira vez que a montadora alemã supera a marca de meio milhão no primeiro semestre no país asiático.

Ao mesmo tempo, a comercialização de veículos no Brasil cresceu 21,8%, até 316 mil automóveis, enquanto na Europa Central e no Leste Europeu subiu 18,7%, totalizando 282 mil unidades.

Entre janeiro e junho a Volks registrou o maior percentual das vendas na Índia (69,2%, 10.400 veículos), seguido pela Rússia (63,3%, 59 mil veículos) e Ucrânia (46,9%, 25.900 veículos).

Na Europa, a Volks vendeu 1,84 milhão de veículos no primeiro semestre, 1,3% a mais do que no mesmo período do ano passado, exceto na Alemanha, onde as vendas cresceram 3,7%, para 534 mil automóveis.

A marca com maior volume de vendas no primeiro semestre foi a Volks, com 1,9 milhão de veículos, 5,8% superior, enquanto a Audi vendeu 516 unidades (alta de 1,4%), e a Skoda, 367 mil (expansão de 17,9%).

No entanto, a marca Seat registrou queda de 7,5% nas vendas entre janeiro e junho, para 206 mil automóveis.

O diretor de Vendas do Grupo Volkswagen, Detlef Wittig, disse que "nuvens negras estão sobre o mercado automobilístico mundial".

Wittig acrescentou que, "mesmo assim, em junho e no primeiro semestre do ano aconteceu um comportamento melhor do que as tendências gerais do mercado e se ganhou fração no mercado".

A Volks lançou no início de junho na Alemanha o Passat CC e também lançará no final de agosto o novo Scirocco.

As vendas do grupo Volkswagen em junho também alcançaram um número recorde de 573 mil automóveis, 2,4% a mais do que no mesmo mês de 2007. EFE aia/wr/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.