Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Grupo rebelde suspende cessar-fogo e ameaça interesses britânicos na Nigéria

O maior grupo rebelde da Nigéria, segundo produtor africano de petróleo, anunciou nesta quinta-feira que no sábado à meia-noite suspenderá o cessar-fogo e ameaçou os interesses britânicos.

AFP |

O Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (MEND) "quer enviar uma firme advertência ao primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, devido às recentes declarações oferecendo apoio militar ao governo ilegal (do presidente nigeriano) Umaru Yar'Adua, para oprimir ainda mais a população miserável do Delta do Níger".

O Delta do Níger é uma região rica em petróleo e gás situada no sul da Nigéria, país que devido à instabilidade reinante e aos reiterados ataques nessa região, perdeu em dois anos um quarto de sua produção petroleira e também sua condição de maior produtor africano de ouro negro, posição agora ocupada por Angola.

"Se Gordon Brown concretizar sua ameaça de apoiar esses criminosos em nome dos interesses petroleiros, os cidadãos e interesses britânicos na Nigéria sofrerão as conseqüências", indica o comunicado do MEND enviado à AFP.

Este grupo rebelde, o mais ativo e bem organizado dos que atuam nessa instável região nigeriana, havia decretado no dia 22 de junho um cessar-fogo unilateral "para dar uma nova oportunidade à paz e ao diálogo".

Segundo a imprensa nigeriana, ao término da reunião de cúpula dos oito países mais ricos do planeta (G8), Gordon Brown se declarou disposto a "ajudar a Nigéria a pôr fim à anarquia nessa região e a alcançar níveis de produção de petróleo dos quais a Nigéria é capaz".

jlh/dm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG