Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Greve nos Correios atrasa 50 milhões de entregas

Aumentou para 50 milhões de objetos, entre cartas e encomendas, o atraso provocado pela greve dos funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que já dura sete dias. O acúmulo equivale, segundo a ECT, a um dia e meio de trabalho normal.

Agência Estado |

Os grevistas decidiram, em assembléias realizadas à tarde, em todo o País, manter a paralisação, rejeitando proposta do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro River Nogueira de Brito, feita pela manhã, na audiência de conciliação, de suspensão da greve enquanto faria a mediação das reivindicações dos grevistas com a diretoria da empresa.

De acordo com a ECT, que mantém o desconto dos dias parados, a greve atinge 20% dos seus 108 mil funcionários, porcentual que é de 35% entre os 53 mil carteiros. A empresa informa estar realizando levantamento em todas as suas unidades para verificar se está sendo cumprida a determinação do TST de manter pelo menos 50% dos empregados trabalhando.

O presidente do TST indicará, no dia 15, relator para levar a julgamento o pedido dos Correios para que a greve seja declarada abusiva. Continuam suspensos, por causa da paralisação, os serviços de entrega com hora marcada, como Sedex 10, Sedex Hoje e Disque Coleta.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG