Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Greve faz Boeing atrasar cronograma de entrega de aviões

SÃO PAULO - A Boeing anunciou que adiará em dez semanas as datas de entrega de mais de 3 mil aeronaves, segundo informou o Wall Street Journal. O motivo das mudanças no cronograma de produção são os efeitos dos 58 dias de paralisação dos 27 mil funcionários da empresa.

Valor Online |

O jornal americano afirmou que desde o início de novembro, quando a grave acabou, a empresa tenta retomar a velocidade normal de produção, mas encontra dificuldades para coordenar as centenas de fornecedores e os milhares de trabalhadores espalhados por todo mundo.

No período de paralisação, o prejuízo da companhia ultrapassou os US$ 4 bilhões, segundo o sindicato da categoria afirmou ao WSJ na época. As perdas foram provocadas principalmente pelos negócios não realizados e por multas ligadas a atrasos na entrega de aeronaves. Nesses quase dois meses de paralisação, nenhum avião foi enviado aos clientes.

Na semana passada, a empresa já tinha adiado a entrega da nova versão do Jumbo 747 em mais de nove meses. Antes disso, a Boeing adiou para o ano que vem o primeiro vôo de seu novo jato, o 787 Dreamliner. O programa dessa aeronave já está cerca de dois anos fora do cronograma inicial.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG