A greve repercute nas companhias alemãs Lufthansa e Air Berlim, embora a mais afetada seja a britânica de baixo custo EasyJet

Uma greve do pessoal de terra nos aeroportos berlinenses de Tegel e Schönefeld está provocando atrasos e suspensão de voos, informou um porta-voz da sociedade gerente. No aeroporto de Schönefeld foram suspensos até agora 22 voos, segundo dados do sindicato alemão de serviços públicos Verdi, enquanto em Tegel foi cancelada apenas uma operação até o momento.

A greve começou às 4h locais (23h de quarta-feira em Brasília), e deve terminar no meio da manhã. Os funcionários que cruzaram os braços são responsáveis, entre outras coisas, pelo manejo das bagagens.

O Verdi convocou os 2 mil empregados da empresa Globe Ground Berlim (GGB), da filial da Ground Service Internacional (GSI) e da companhia Aciona, que somam 90% do pessoal de terra nos dois terminais. A greve foi anunciada após o fracasso de cinco reuniões realizadas até agora entre a patronal e o sindicato para negociar o convênio coletivo dos trabalhadores de terra.

A greve repercute nas companhias alemãs Lufthansa e Air Berlim, embora a mais afetada seja a britânica de baixo custo EasyJet em sua base de Berlim-Schönefeld.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.