Tamanho do texto

Governo vai emitir hoje bônus de sete anos denominados em euros com objetivo de socorrer a economia grega da crise

SÃO PAULO - A Grécia volta ao mercado internacional nesta segunda-feira com a emissão de bônus de sete anos denominados em euros. O objetivo do governo é levantar recursos para ajudar o país a sair de sua crise da dívida.

A venda é a primeira depois de líderes europeus acertarem uma fórmula para ajudar Atenas financeiramente, envolvendo o Fundo Monetário Internacional (FMI) e empréstimos de países da zona do euro.

No começo deste mês, a administração grega conseguiu lançar 5 bilhões de euros em bônus de 10 anos. A demanda foi três vezes maior do que a oferta e o custo final da operação foi inferior ao esperado.

O Wall Street Journal (WSJ) reportou que Atenas pretende levantar até 5 bilhões de euros agora e que contratou o Alpha Bank, o Bank of America Merrill Lynch, Emporiki Bank, o ING Groep NV e o Société Générale para coordenar a operação.

A publicação notou que a Grécia tem 11 bilhões de euros em obrigações vencendo em abril, conforme a Autoridade de Administração da Dívida Pública do país (PDMA). Em maio, há vencimentos de 11,6 bilhões de euros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.