Só os trens urbanos que ligam o aeroporto de Atenas ao centro da capital, o transporte ferroviário e os barcos funcionarão

A Grécia vive mais um dia sem transportes públicos devido a uma greve de 24 horas contra a política de austeridade do governo, enquanto os jornalistas do país realizam outra paralisação contra os cortes de salários e as mudanças na seguridade social.

Só os trens urbanos que ligam o aeroporto internacional de Atenas ao centro da capital, o transporte ferroviário e os barcos funcionarão no país. Os demais transportes públicos estão fora de serviço desde as 6h locais (0h pelo horário de Brasília).

Tanto os jornalistas quanto os demais trabalhadores da indústria da comunicação foram convocados por seus sindicatos para uma manifestação em Atenas e nas principais cidades em protesto contra o que qualificam como a perda "de direitos trabalhistas e de postos de trabalho". Também a partir das 6h locais, e durante 24 horas, há um "blecaute informativo" em toda a imprensa grega, à exceção de poucos sites informativos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.