SÃO PAULO - As bolsas americanas registravam quedas. Os agentes permanecem atentos à Grécia.

Parte do mercado teme que a zona do euro não esteja fazendo o suficiente para auxiliar o país. Além disso, há ainda quem acredite que a crise de dívida vai espalhar por outros países com uma situação financeira também difícil, como Portugal e Espanha. Do lado econômico, os investidores ficaram sabendo que os novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos somaram 444 mil na semana encerrada no dia 1 deste mês, decréscimo de 7 mil perante a leitura de uma semana antes, de 451 mil. O mercado analisa ainda o resultado da pesquisa de produtividade do setor de negócios não agrícola nos EUA. A produtividade aumentou a uma taxa anualizada em 3,6% no primeiro trimestre deste ano. Minutos atrás, o Dow Jones declinava 0,18%, somando 10.848 pontos. O S & P 500 tinha ligeiro recuo de 0,02% e estava em 1.165 pontos. O Nasdaq também operava próximo à estabilidade, com pequena queda de 0,01%, para 2.402 pontos. Os preços de metais e do petróleo diminuem, afetando desempenho de algumas companhias, como a Exxon Mobil, cujos papéis tinham baixa. (Karin Sato | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.