Tamanho do texto

Ministro de Finanças do país diz que ajuda é "muito importante", mas que não pretende recorrer ao FMI e a UE

A Grécia não quer ativar o mecanismo de ajuda da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI), disponibilizado no mês passado pelos líderes europeus, disse o ministro das Finanças do país, George Papaconstantinou, na sexta-feira.

Questionado por jornalistas após uma reunião com o primeiro-ministro, George Papandreou, se a Grécia quer a ativação do mecanismo, ele disse que "não. Essa questão não foi levantada... estamos dizendo que a Grécia não pretende usar esse mecanismo".

"O mecanismo é uma rede de segurança muito importante... nos últimos dias, os termos sob os quais o mecanismo vai operar estão sendo especificados."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.