O projeto de lei que implementa mudanças no sistema de pensões e aposentadorias e nas regras trabalhistas da Grécia foi aprovado pelo parlamento do país hoje, marcando mais um sucesso do governo na tentativa de diminuir os gastos públicos

O projeto de lei que implementa mudanças no sistema de pensões e aposentadorias e nas regras trabalhistas da Grécia foi aprovado pelo parlamento do país hoje, marcando mais um sucesso do governo na tentativa de diminuir os gastos públicos. A votação ocorreu em meio a uma greve geral de 24 horas, a sexta deste ano, organizada pelos sindicatos gregos em protesto às novas medidas.

A legislação prevê o aumento da idade mínima de aposentadoria para 65 anos, reduz pensões e aposentadorias, afrouxa as regras para a contratação e a demissão de funcionários e diminui os salários básicos. O projeto de lei sofreu mais de 50 emendas tanto de membros da situação quanto da oposição grega.

A Associação de Advogados de Atenas afirmou que a legislação é inconstitucional e assumiu o compromisso de questioná-la na Justiça. A Grécia prometeu ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e à União Europeia (UE) que adotaria medidas de austeridade fiscal em troca do acesso a um pacote de ajuda de 110 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.