O governo da Grécia apresentou hoje ao parlamento do país um projeto de lei para implementação do plano de socorro de 110 bilhões de euros, elaborado pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Ele será acompanhado por medidas de reforma e austeridade.

O governo da Grécia apresentou hoje ao parlamento do país um projeto de lei para implementação do plano de socorro de 110 bilhões de euros, elaborado pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Ele será acompanhado por medidas de reforma e austeridade. Ontem, uma primeira parte do projeto, que será discutido no parlamento hoje, contendo os planos de austeridade havia sido apresentado ao parlamento grego.

"O Ministério de Finanças apresentou hoje ao parlamento uma legislação prévia sobre as medidas de política relacionadas à ativação do mecanismo de suporte para a economia grega dos Estados membros da zona do euro e do FMI", disse o ministério em um comunicado. "A legislação prévia, que deverá ser votada na quinta-feira em um processo acelerado, adota o programa econômico e financeiro de três anos desenvolvido pelo governo grego junto com a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o FMI."

O pacote de medidas de austeridade inclui um aumento de dois pontos porcentuais no imposto sobre valor agregado, para 23%, bem como aumento nos impostos sobre combustível, tabaco e álcool. Outras medidas envolvem cortes nos salários do setor público e reduções nas pensões dos setores público e privado. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.