Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Grandes bancos apresentam código de conduta nos EUA

Os principais bancos mundiais apresentaram nesta quinta-feira em Washington um código de conduta, com a intenção de pôr um ponto final aos excessos que há um ano estimularam a crise dos créditos hipotecários de risco (subprime).

AFP |

Com estas medidas tenta-se "recuperar a confiança do mercado" destacou o Instituto Internacional de Finanças (IIF), na apresentação do informe de 200 páginas, fruto de uma reflexão iniciada em outubro.

As propostas do IIF, de natureza muito técnica, referem-se em particular à administração do risco por parte dos bancos, à remuneração de seus diretores, ao manejo da liquidez, assim como à avaliação de ativos, ao papel das agências de classificação e à transparência.

"Estamos numa situação na qual não mais podemos esperar", destacou Josef Ackermann, presidente do conselho administrativo do IIF e presidente do comitê executivo do Deutsche Bank, em entrevista à imprensa.

O IIF nucleia 380 dos maiores bancos mundiais.

O IIF recomenda principalmente dar mais participação ao "administrador de risco" do banco.

Em relação ao polêmico tema salarial dos altos executivos de bancos, o IIF estima que o sistema de remunerações não deve favorecer os riscos em excesso. Quando deixam a direção, suas saídas regadas a ouro, devem ser calculadas levando-se em conta "as conseqüências a longo prazo para o acionista".

"As práticas de gestão de risco de liquidez devem ser desenhadas especificamente para cada banco", afirmou Ackermann. "Cada empresa deve determinar qual é seu nível de tolerância ao risco".

fga/cg/sd

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG