Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governos europeus preparam cúpula extraordinária sobre a Grécia

Bruxelas, 27 abr (EFE).- Os Governos da zona do euro estão preparando a realização de uma cúpula extraordinária em Bruxelas sobre a ajuda à Grécia em 10 de maio, segundo informaram hoje à Agência Efe fontes da Presidência rotativa da União Europeia (UE), exercida neste semestre pela Espanha.

EFE |

Bruxelas, 27 abr (EFE).- Os Governos da zona do euro estão preparando a realização de uma cúpula extraordinária em Bruxelas sobre a ajuda à Grécia em 10 de maio, segundo informaram hoje à Agência Efe fontes da Presidência rotativa da União Europeia (UE), exercida neste semestre pela Espanha. "Os dirigentes europeus fazem intensas negociações neste momento para convocar uma cúpula extraordinária da zona do euro em 10 de maio sobre a Grécia", explicou a fonte sem dar mais detalhes. O objetivo da reunião, que seria realizada no dia seguinte a cruciais eleições regionais na Alemanha, seria debater ao nível máximo, e eventualmente aprovar, o pacote de ajuda financeira de urgência solicitado pela Grécia. O Governo grego reiterou hoje a seus parceiros que o tempo se esgota. O ministro das Finanças do país, Yorgos Papaconstantinou, pediu à União Europeia (UE) e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que ativem o empréstimo conjunto prometido. Dia 19 de maio será "uma data crítica para a Grécia, pois vencerá um bônus a dez anos de 9 bilhões de euros", disse o ministro. Mas, segundo ele, "as condições nos mercados atualmente são totalmente desalentadoras para se pedir crédito". Uma delegação do FMI, do Banco Central Europeu (BCE) e da Comissão Europeia (CE) se encontra há uma semana negociando em Atenas com o Governo grego os termos da ajuda no valor de 45 bilhões de euros para 2010, e as medidas de ajuste fiscal cogitadas pelo Executivo para 2011 e 2012, para sanar as contas públicas e devolver o dinheiro. A Grécia registrou um déficit de 13,6% e uma dívida pública de 115% do PIB em 2009. Caso sejam concedidos os empréstimos, o país seria o primeiro da zona do euro a ser ajudado pelos parceiros. Em Bruxelas, a Comissão Europeia (órgão executivo da UE) celebrou hoje uma reunião na qual discutiu a grave situação da Grécia. Segundo a Comissão, que coordena a operação de resgate, as negociações em Atenas "progridem muito bem" e terminarão no início de maio, conforme indicou a porta-voz comunitária Pia Ahrenkilde. Os termos da assistência financeira requerem que a situação grega seja avaliada pela Comissão e pelo Banco Central Europeu. Caso essas entidades deem o aval, elas recomendarão aos países-membros da zona do euro que ativem os créditos prometidos, decisão que deverão tomar por unanimidade. A chanceler alemã, Angela Merkel, cujo país será o principal contribuinte ao pacote europeu de 30 bilhões de euros, se mostrou reticente a confirmar a ajuda no momento, devido à oposição parlamentar e popular em seu país a qualquer assistência financeira a um parceiro com alto déficit público. EFE jms/sa
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG