Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo suspende atividades de duas empresas de fertilizantes

Brasília, 22 - O Ministério da Agricultura determinou a suspensão das atividades de duas empresas produtoras de fertilizantes, localizadas nos Estados do Paraná e São Paulo. As empresas, que não tiveram seus nomes divulgados pelo ministério, foram embargadas por falta de registro do estabelecimento e equipamentos com defeitos.

Agência Estado |

Elas têm prazo máximo de 60 dias para corrigir os problemas e prestar informações ao governo.

Entre os dias 6 e 10 de outubro, foram fiscalizadas 102 empresas localizadas nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Maranhão, principais pólos de produção de fertilizantes. Em nota, o ministério informou que as superintendências federais de Agricultura nesses Estados participaram da operação, que ocorre todos os anos, nesta época, quando aumentam as vendas de fertilizantes, devido ao início do plantio.

O governo informou ainda que 31 empresas foram autuadas e dez produtos apreendidos, o equivalente a quase 1,5 mil toneladas. As empresas têm um mês para regularizar os produtos que serão liberados para o mercado. Para avaliar a qualidade dos produtos vendidos, foram coletadas 554 amostras de fertilizantes, encaminhadas para análise nos laboratórios oficiais credenciados no ministério.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG