Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo, sindicatos e CAI se reunirão para tentar salvar Alitalia

Roma, 15 set (EFE) - O Governo, os sindicatos e a Companhia Aérea Itália (CAI), que negociam o resgate da companhia aérea Alitalia, se reunirão nos próximos dias para seguir com as negociações, informaram hoje fontes sindicais.

EFE |

A novidade dessas reuniões é que ocorrerão com todos os sindicatos e não só com os quatro com os quais no domingo à noite o Governo e a CAI chegaram a um acordo marco sobre o plano industrial.

Desse acordo marco não participaram os sindicatos majoritários dos pilotos, os assistentes de vôo e os de pessoal de terra da companhia, que hoje questionaram sua aplicação devido às suas ausências nas conversas.

O anúncio da continuação das negociações aconteceu pouco depois do encontro que o subsecretário da Presidência, Gianni Letta, manteve com os representantes dos pilotos e dos assistentes de vôo.

Ao fim dessa reunião, o presidente da Associação Nacional de Pilotos de Aviação Comercial (ANPAC), Fabio Berti, mostrou disposição a uma "solução construtiva", mas disse que as diferenças ainda são grandes.

Berti destacou que seu sindicato se reunirá com o Governo na quarta-feira.

O representante sindical dos assistentes de vôo, Massimo Muccioli, mostrou, por outro lado, sua abertura a assinar o acordo marco, e indicou que será realizada uma reunião na quinta-feira entre todos os sindicatos, a CAI e o Governo.

Por sua parte, o presidente do Governo, Silvio Berlusconi, se mostrou satisfeito com o fato de a Alitalia preservar a identidade nacional, mas reconheceu que nos próximos dias deverá encontrar um parceiro estrangeiro minoritário.

"Nós pensamos na Lufthansa", disse Berlusconi, que acrescentou que "ou se chega a um acordo agora, ou será a falência da companhia".

O ministro para o Desenvolvimento Econômico, Claudio Scajola, se mostrou confiante em que nesta semana o problema da empresa seja resolvido. EFE alg/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG