Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo russo prevê que pior momento da crise será no 1º semestre de 2009

Moscou, 17 out (EFE).- O Governo da Rússia calcula que o pico da atual crise financeira mundial será no primeiro trimestre de 2009, e não espera altos preços do petróleo, disse hoje um alto funcionário russo.

EFE |

"Calculamos que a crise mundial chegará ao fundo do poço em março-maio do ano que vem, e que depois começará o crescimento normal dos indicadores", disse o representante do Governo à agência "RIA Novosti".

A fonte acrescentou que a Rússia deve se preparar para "preços muito moderados do petróleo, de entre US$ 60 e US$ 80 por barril".

O preço do petróleo russo da marca Urals no mercado mundial já caiu abaixo de US$ 70 por barril, nível a partir do qual o Governo calculou os orçamentos de 2009 sem déficit fiscal.

A queda dos ritmos de crescimento econômico no mundo reduzirá a demanda de combustíveis, disse o funcionário, que expressou a esperança de que os preços do petróleo não se mantenham baixos durante muito tempo, para não desvalorizar seriamente o rublo russo.

O representante do Governo advertiu que a disposição do Estado de prestar socorro ao sistema bancário russo não significa que salvará todos os 1,2 mil bancos do país.

"Nem 1,2 mil, nem 500, só é possível falar dos bancos-chave, com boa reputação", ressaltou. EFE si/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG