O ministro russo das Finanças, Alexei Kudrin, divulgou neste sábado inflação de 13,8% em 2008, calculando que, em 2009, será entre 11% e 15%, devido à evolução do preço do petróleo.

"Este ano, a inflação poderá alcançar entre 13,5% e 13,8%", declarou Kudrin, em entrevista à rede de TV russa Vesti.

No início de dezembro, o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, havia anunciado que a inflação ficaria em 13% para o conjunto de 2008, o que representa um aumento em relação a 2007 (11,9%).

"Com um crescimento de 2,4% e com o preço do petróleo a 50 dólares o barril, a inflação alcançará 11%, em 2009", completou Kudrin.

"Se o preço do petróleo for mais baixo, ou seja, não de 50 dólares o barril, mas de 30, a inflação será mais alta e poderá alcançar 15%", acrescentou.

O câmbio do rublo será uma média de 31-32 rublos por dólar em 2009, afirmou o ministro, dando a entender que se trata de uma previsão otimista.

Na sexta-feira, o rublo alcançou seu nível mais baixo em relação ao dólar em três anos, depois que o Banco Central da Rússia (BCR) deixou que a moeda russa se desvalorizasse pela 11ª vez desde 11 de novembro.

Assim, a cotação da divisa russa caiu para 29,0058 rublos por dólar, segundo o site do BCR.

A última vez que a moeda americana beirou 29 rublos foi em dezembro de 2005.

neo/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.