boi pirata - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo reduz em 60% preço de venda de boi pirata

Brasília, 25 - Para tentar vender o lote de boi pirata apreendido pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) na Estação Ecológica da Terra do Meio, em Altamira (PA), o governo reduziu em 60% o preço de venda dos animais. O valor atribuído aos seis lotes oferecidos é R$ 1,445 milhão, um deságio de mais de 60% em relação ao valor da primeira tentativa de leiloar o gado.

Agência Estado |

Não houve interessados no lote em dois leilões realizados nos últimos 15 dias. Nos leilões fracassados foram oferecidos 3.500 cabeças da raça nelore por R$ 3,9 milhões.

A recontagem dos animais apreendidos pelo Ibama reduziu a oferta de bovinos que irão a leilão na próxima segunda-feira. A assessoria de imprensa do órgão esclareceu que a oferta de 3.500 animais em dois leilões realizados nos últimos 15 dias foi feita com base em "relatos de vaqueiros". Mas a recontagem dos lotes indicou que são criados 3.146 animais na Fazenda Lourilândia, que fica na reserva.

No leilão de segunda, serão ofertados 3.046 bovinos. A assessoria esclareceu que 100 animais criados na propriedade estão distantes da área de manejo e que por isso ficaram de fora do leilão. Esses animais serão leiloados posteriormente.

O primeiro lote é composto por 1.455 vacas, com lance inicial em R$ 809.561,85; o segundo lote, com 192 touros, está cotado em R$ 268.800; no terceiro, 909 novilhos são oferecidos por R$ 242.521,20; o quarto lote oferece 486 bezerros por R$ 119.750,40; no quinto lote, são oferecidos dois bois carreiros por R$ 1.260; e no sexto lote, dois bois murrucos por R$ 2 mil.

Toda a verba arrecadada será repassada a projetos sociais do governo federal, entre eles o Fome Zero, coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O gado está saudável, em pastos dentro da Estação Ecológica da Terra do Meio, no oeste do Pará, sob guarda do Ibama e da Polícia Militar paraense, e foi vacinado dois dias antes da apreensão.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG