Tamanho do texto

O Ministério de Minas e Energia vai prorrogar de 30 de janeiro para 28 de fevereiro o prazo para o envio de sugestões no processo de consulta pública no chamado Plano Decenal de Energia. Esse documento trata das diretrizes dos principais investimentos e da evolução do sistema elétrico de 2008 a 2017.

O prazo será esticado atendendo a pedidos dos agentes do setor. Alguns analistas criticaram o fato de o documento ficar em consulta apenas um mês e também a data de divulgação do plano, o dia 24 de dezembro, justamente na véspera do Natal.

O Plano Decenal vem sendo ainda criticado por ambientalistas porque suas projeções para expansão da geração de energia levam a um cenário de ampliação substancial das emissões de gás carbônico. O próprio governo já admitiu que essas emissões tóxicas poderiam triplicar até 2017 devido ao aumento do uso de energia gerada em usinas térmicas.