Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo português propõe estatizar banco BPN

O governo português proporá ao Parlamento a estatização do Banco Português de Negócios (BPN), que está numa situação de suspensão de pagamentos iminente, anunciou neste domingo o ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos.

AFP |

Além das dificuldades do banco com a crise financeira mundial, o ministro mencionou "operações de legalidade duvidosa" que puseram em perigo a instituição.

"O governo proporá à Assembléia da República a nacionalização do banco BPN", declarou o ministro em entrevista à imprensa ao final de uma reunião extraordinária do conselho de ministros.

Segundo uma auditoria independente citada pelo ministro, as perdas totais somariam 700 milhões de euros.

O governo socialista, que dispõe de maioria absoluta no Parlamento, justificou a decisão tendo como base "a situação de solvência e as perdas acumuladas" do BPN, que não permitem prever "a possibilidade de novas ajudas à liquidez deesta instituição".

Acrescentou que o banco havia proposto uma solução que implicava "um custo injustificável para os contribuintes", motivo pelo qual não havia sido aceita.

O BPN sofreu no segundo trimestre deste ano perdas de 33,6 milhões de euros, contra um lucro de 56,7 milhões de euros no conjunto de 2007.

O ministro de Finanças afirmou que uma vez nacionalizado, a gestão do BPN ficará a cargo da Caixa Geral dos Depósitos" (CGD), banco público e principal instituição financeira portuguesa.

tsc/ca/sd

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG