Tamanho do texto

Brasília, 11 - O governo liberou R$ 13,17 milhões no acumulado do ano até junho para a subvenção ao prêmio do seguro rural. O valor é 157% superior ao liberado em igual período de 2007, de R$ 5,12 milhões.

Em nota, o Ministério da Agricultura (Mapa) informou que o crescimento foi impulsionado pelo milho segunda safra (inverno), contemplado com R$ 3,47 milhões de subvenção ao prêmio, valor 166% maior que o desembolsado no mesmo período do ano passado. O trigo, responsável por mais da metade do valor comprometido, cresceu 127%, ou seja, a subvenção passou de R$ 3,3 milhões, no primeiro semestre de 2007, para R$ 7,53 milhões neste ano.

Do montante comprometido no primeiro semestre de 2008, R$ 8,27 milhões já foram desembolsados pelo ministério para 2.101 apólices de seguro rural. Os R$ 4,9 milhões restantes são referentes a 1.299 propostas já aprovadas pelo Mapa e que aguardam a emissão de apólices pelas seguradoras.

O diretor do Departamento de Gestão de Risco Rural, Welington Soares de Almeida, avalia que o desempenho do programa está em sintonia com as medidas de estímulo ao seguro rural privado. Ele ressalta entretanto, que o resultado poderia ter sido ainda melhor. "O atraso no plantio do milho segunda safra impossibilitou a contratação do seguro rural em muitos municípios por não atenderem aos períodos indicados pelo zoneamento agrícola de risco climático", destacou.