Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo libera R$ 100 bilhões ao BNDES para garantir investimentos e empregos

Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta quinta-feira um aporte de R$ 100 bi para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O dinheiro virá do Tesouro Nacional. Com a medida, o ministro alega que não faltarão recursos para investimentos em 2009 e uma das condições para a liberação destes recursos para novos projetos será a geração de postos de trabalho.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

 

 

"Investimento é sinônimo de emprego. Não faltarão recursos para investimentos. A oferta estará maior que a demanda", explicou Mantega.

Reuters
Mantega durante o anúncio

O ministro destacou que os recursos garantirão a manutenção das ações nas principais atividades econômicas brasileiras, com destaque para os setores de gás e energia, infraestrutura, bens de capital e indústria em geral. "Estão assegurados recursos para a Petrobras, para toda a indústria petroquímica e de gás", garantiu Guido Mantega.

O ministro da Fazenda explicou que o custo do aporte para o BNDES será baixo, já que 70% serão compostos por títulos públicos e superávit financeiro. O custo para essa fatia será formado pela TJLP mais 2,5%, uma taxa de 8,75% em valores atuais. Outros 30% serão taxados pelo custo de capitação no exterior. Pelas contas do próprio ministro, a operação custará cerca de 6,79%.

Mantega explicou que o custo fiscal dessa medida é zero, já que não se trata de novos gastos, mas de um empréstimo via Tesouro ao Banco de Fomento Nacional. Também não há prazos para o pagamento da nova linha crédito.

Destes R$ 100 bilhões, metade já havia sido solicitado pelo BNDES ao governo federal, para a manutenção dos projetos em andamento. "Então, além de R$ 50 bi estamos deixando à disposição mais R$ 50 bilhões. Vai ter R$ 166 bilhões no BNDES em 2009. Isso vai viabilizar não só os projetos em sua carteira mas também outros", explicou.

Mantega destacou que o aporte destes recursos é uma das maneiras que o País encontrou para enfrentar a crise financeira global. "Vamos manter os investimentos. Uma transferência como essa nunca foi praticada antes".

Em relação à geração de empregos, o ministro disse que todos os projetos terão de detalhar a quantidade de postos de trabalho que serão criados a partir do investimento.

MP  

O ministro informou que todos os detalhes da operação serão publicados na sexta-feira em uma Medida Provisória (MP). O texto estará no Diário Oficial da União.

Leia tudo sobre: mantega

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG