Tamanho do texto

O ministro interino dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, informou hoje que o governo federal concederá mais 3,6 mil quilômetros de rodovias à iniciativa privada até novembro de 2009. Trata-se da primeira e segunda fases da terceira etapa do programa federal de concessões de rodovias.

Os primeiros três lotes irão a leilão em junho e somam pouco mais de 2 mil quilômetros de estradas. Passos admite, no entanto, que a data poderá ser antecipada.

Entre os trechos programados para o final do semestre está o trecho mineiro da BR-381, que liga as cidades de Belo Horizonte e Governador Valadares, que tem 301 quilômetros e exigirá investimentos de R$ 2 bilhões.

Outra rodovia é a BR-040, nos trechos entre as cidades de Juiz de Fora (MG) e Brasília, com 937 quilômetros. A estrada exigirá investimentos de R$ 2,8 bilhões. A terceira estrada que será concedida na mesma data é a BR-116, no trecho entre o limite dos Estados da Bahia e Minas Gerais e no limite entre Minas Gerais e Rio de Janeiro. São 817 quilômetros que exigirão aportes de R$ 3,5 bilhões.

O governo pretende fazer em novembro o leilão de mais três trechos: a BR-101, na Bahia, com 790 quilômetros; BR-101, no Espírito Santo, com 458 quilômetros; e a BR-470, em Santa Catarina, com mais 359 quilômetros. O investimento previsto para esses trechos ainda não foi definido pelo governo.

"Estamos convencidos de que as próximas rodadas serão um sucesso", afirma Passos. Para o ministro interino dos Transportes, o programa federal é agressivo e continuará no ritmo programado.