A queda na demanda interna e mundial por produtos lácteos fará o governo intervir no mercado para evitar novas reduções de preços, o que pode desestimular a produção e dar fôlego à alta da inflação. Segundo o secretário de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Adoniram Sanches Peraci, os mecanismos de apoio à comercialização de leite em pó devem ser anunciados até o fim da semana.

A idéia é apoiar o escoamento de parte da produção do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais, regiões produtoras, para Estados consumidores. Outra possibilidade é a compra de produto nesses Estados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.