Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo estuda lançar contratos de opção para milho, informa Conab

Brasília, 05 - Para estimular o plantio de milho na segunda safra, a safrinha, o governo poderá lançar contratos de opção para compra futura no Paraná, em Mato Grosso e em Goiás, informou hoje o diretor de Logística e Gestão Empresarial da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Silvio Porto. Apesar da elevação dos preços do grão nas últimas semanas, em virtude do incremento das exportações, ele disse que o governo teme o desestímulo ao plantio, o que pode reduzir a produção.

Agência Estado |

Avaliações do governo indicam forte queda no estoque de passagem de milho. Em dezembro, os estoques eram estimados em 11 milhões de toneladas, volume que pode ter caído pela metade por causa do forte ritmo de exportação. Parte da queda também é justificada pela queda de 17,7% na produção de milho na safra de verão, lavouras que já estão sendo colhidas. O consumo mensal de milho é de 3,5 milhões de toneladas. A Conab não fez previsões para a safrinha de milho, lavouras que são plantadas entre janeiro e meados de março.

Porto também falou sobre os preços dos grãos. "Em relação a preços, estamos bastante tranquilos. Acreditamos que não será necessário fazer intervenções diretas por parte do governo", afirmou ao detalhar os números do quinto levantamento da Conab para a safra 2008/09 de grãos.

A colheita será 6,5% menor do que no ciclo anterior, em virtude da falta de recursos no momento do plantio e dos problemas climáticos. O clima também prejudicou as lavouras da Argentina e do Uruguai. "Desde o início, colocamos que o clima seria o grande componente para representar uma safra recorde ou não para País", avaliou Porto.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG