Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo estuda facilitar uso do FGTS na compra de imóveis, diz Lupi

BRASÍLIA - O governo estuda medidas para ampliar o uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na compra da casa própria pelo trabalhador. O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, não adiantou detalhes, mas disse que o objetivo será fazer o crédito chegar na ponta e garantir a continuidade dos financiamentos ao setor imobiliário, a fim de sustentar a geração de empregos.

Valor Online |

"Estamos analisando novas facilidades de uso do FGTS", disse hoje o ministro. É mais uma medida anticíclica na lista do governo, para evitar uma desaceleração mais forte da economia brasileira em 2009, como reflexo da crise financeira e da retração econômica mundial, ele explicou.

Lupi disse não ter previsões de redução acentuada no ritmo de crescimento do emprego formal em 2009, apesar das previsões de analistas e da equipe econômica do governo de que a atividade produtiva no país vai diminuir em relação a este ano.

"Meu fundamento é que o Brasil não terá desaceleração", afirmou ele. "O emprego formal vai continuar crescendo. Pode não crescer tanto como agora, mas seguirá em alta", continuou Lupi.

A previsão do ministro do Trabalho é de que ano que vem devem ser criadas cerca de 1,8 milhão de novas vagas com carteira assinada, próximo ao patamar de 2 milhões que ele espera para 2008.

Somente na construção civil, o ministério projeta a geração de 1,378 milhão de vagas ano que vem, com base em recursos ligados a programas do governo (habitação popular, saneamento básico e obras de infra-estrutura urbana). A liberação orçamentária estimada para tais projetos é da ordem de R$ 25,3 bilhões.

Segundo o ministro, a flexibilização no uso do FGTS, que deve ser anunciada ainda este ano, será mais uma ação do governo no sentido de garantir financiamento à construção civil, que de janeiro a outubro bateu recorde para o período com a oferta de 303 mil novos empregos. No mesmo intervalo de 2007, por exemplo, o saldo positivo de contratações no setor foi de 194,8 mil.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG