Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo estuda criar crédito para empresas de fertilizantes

Brasília, 24 - O governo encaminhou na semana passada ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) um pedido da iniciativa privada para criação de uma linha de crédito para capital de giro das empresas misturadoras de fertilizantes. Representantes da Associação Nacional dos Misturados de Adubos do Brasil (AMA), reuniram-se hoje, em Brasília, com técnicos do BNDES para insistir na necessidade de financiamento.

Agência Estado |

O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) disse que o setor demanda R$ 2,5 bilhões para capital de giro de 70 empresas, as quais importam matéria-prima para produção de fertilizantes e revendem no mercado interno.

O secretário-executivo da AMA, Carlos Eduardo Florence, disse que a linha de crédito permitiria ao setor o repasse de produto aos agricultores, já que os financiamentos estão escassos e o Banco do Brasil só tem liberado recursos para que os produtores quitem dívidas antigas. Florence disse que o ideal seria que esse empréstimo fosse oferecido pelo BNDES, com Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), mais 4% ou 5% ao ano. O assunto ainda está sendo discutido pelo governo e pelo BNDES e não há previsão de uma definição sobre o pleito.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG