Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo estima aumento de 17% na renda agrícola em 2008

Brasília, 10 - A estimativa de renda agrícola para a safra de 2008, calculada a partir dos últimos levantamentos oficiais, é de R$ 155,27 bilhões, acréscimo de 17,11% sobre 2007, já descontada a inflação. O valor corresponde à renda de lavouras temporárias como soja, milho, arroz, trigo, cana-de-açúcar e algumas permanentes como café, cacau, laranja e uva.

Agência Estado |

O acompanhamento da renda agrícola é realizado mensalmente pela Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura.

Entre os produtos analisados, seis apresentam diminuição de renda em relação ao ano passado (algodão herbáceo, cana-de-açúcar, mandioca, pimenta-do-reino, tomate e uva). Essa variação negativa decorre de efeitos de preços e quantidades. Com exceção da mandioca, os demais tiveram redução de preços em relação ao ano passado. O produto que mais chama atenção é a cana-de-açúcar, de acordo com o coordenador de Planejamento Estratégico do ministério, José Garcia Gasques. "Mesmo apresentando aumento de produção de 14% em relação a 2007, sofreu acentuada queda de preços, levando, portanto a uma redução da renda desse produto', afirmou.

Outros 14 produtos apresentaram elevação de renda em 2008. Os maiores aumentos ocorrem no feijão (87,78%), café (48,69%), trigo (40,79%), soja (31,83%) e milho (30,65%). Para Gasques, "não menos importantes em termos de aumento de renda, devem ser considerados também a cebola, o arroz, laranja, amendoim e o cacau".

Os resultados para a renda regional mostram que o Centro-Oeste e o Sul lideram a expansão de renda em relação ao ano passado. As informações são da assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG