Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo espanhol fixa em apenas 901 trabalhadores estrangeiros para 2009

Madri, 19 dez (EFE).- O Governo espanhol definiu hoje que o contingente de trabalhadores estrangeiros de regime não comunitário, que serão contratados fora da Espanha para 2009, será de 901 postos de trabalho, o que representa queda de mais de 94%.

EFE |

Este número, que poderá ser modificado durante o ano levando em conta as necessidades do mercado de trabalho, representa pouco mais de 5% do total dos 15.731 postos de trabalho que formaram o contingente de 2008.

A grande queda reflete a menor demanda de emprego como conseqüência da crise econômica que afeta a Espanha e que fez com que "a prioridade do Governo em matéria de emprego se centre agora na recolocação interna", segundo o Executivo.

O contingente de trabalhadores para 2009 foi calculado levando em conta as solicitações das Comunidades Autônomas e as contribuições das organizações sindicais e empresariais que fazem parte da Comissão Tripartida de Imigração.

O Governo disse que o maior volume de contratações de estrangeiros em seus países de origem se realiza mediante outras vias como o Regime Geral ou a contratação de temporada e que o contingente permite a contratação programada de trabalhadores, que não se encontrem nem residam na Espanha.

Os trabalhadores que se incluem no contingente serão selecionados em seus países de origem a partir das ofertas genéricas apresentadas pelos empresários, que deverão ter uma duração não inferior a um ano. EFE cll-ea/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG