O governo dos Estados Unidos anunciou neste domingo que interveio nas gigantes hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac com o objetivo de evitar novos danos ao sistema financeiro. Os principais executivos de ambas as companhias foram demitidos e o governo americano nomeou interventores para controlá-las.

A intervenção foi planejada em conjunto pelo Departamento do Tesouro dos EUA e pela Agência Federal de Financiamento de Habitação.

O secretário americano do Tesouro, Henry Paulson, argumentou que a intervenção foi necessária porque "a Fannie Mae e a Freddie Mac são tão grandes e estão tão entrelaçadas ao sistema financeiro que um eventual erro de qualquer uma delas seria capaz de causar grande turbulência nos mercados financeiros" tanto dos EUA quanto do exterior.

Um ex-vice-presidente do Merrill Lynch, Herb Allison, foi escolhido para dirigir a Fannie Mae e David Moffett, ex-vice-presidente do US Bancorp, será o responsável pela Freddie Mac, anunciaram as autoridades americanas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.