short selling de títulos financeiros - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo dos EUA estende proibição de short selling de títulos financeiros

Washington, 2 out (EFE).- A Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários americana) estendeu hoje sua proibição de short selling de títulos financeiros imposta há duas semanas, até depois que o presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, sancione a lei de resgate financeiro.

O Senado aprovou na quarta-feira à noite um plano de resgate financeiro que tem um custo de cerca de US$ 700 bilhões, que passa agora para a consideração da Câmara de Representantes, que já havia rejeitado na segunda-feira passada a versão original.

O short selling é uma aposta de que o valor de um título cairá, em vez de subir, e é uma transação legal.

A SEC proibiu há duas semanas o short selling, para frear algumas manobras de especulação, mas isso não impediu grandes quedas dos valores das maiores companhias financeiras.

A nova decisão da SEC estende a proibição até que seja sancionada a lei de auxílio financeiro, mas disse que a proibição destas transações não se estenderá além da meia-noite de 17 de outubro.

Um comunicado da SEC indicou que a extensão era necessária "para dar tempo a que seja completado o trabalho no projeto de lei, cuja aprovação é esperada" no Congresso.

Além disso, a SEC disse que os gerentes de fundos de risco terão que divulgar suas posições de short selling até 17 de outubro, e que este requisito se tornará permanente depois dessa data.

"Continuamos preocupados com a possibilidade de oscilações repentinas e excessivas nos preços dos títulos em geral, e com as perturbações no funcionamento dos mercados", segundo o comunicado da SEC. EFE jab/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG