Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo dos EUA acredita que Congresso aprovará pacote contra crise

Washington, 29 set (EFE) - A Casa Branca acredita que o Congresso dos Estados Unidos poderá aprovar hoje, com uma margem suficiente de votos, a Lei de Estabilização Financeira, que dará ao Tesouro até US$ 700 bilhões para resgatar a indústria financeira da crise. Acho que temos (no Congresso) os votos suficientes para que a lei seja aprovada, e certamente estamos confiantes em que isso ocorrerá, disse hoje o porta-voz da Casa Branca, Tony Fratto. Ele destacou que, em qualquer caso, a aprovação do texto, de 110 páginas, não está garantida, pois os legisladores têm preocupações e perguntas muito legítimas. Desde o começo da manhã, a Câmara de Representantes está imersa em um intenso debate sobre o projeto de lei, que foi pactuado durante o fim de semana por representantes do partido republicano e do democrata. A Câmara de Representantes vota hoje o texto, e o Senado deve fazer o mesmo na quarta-feira. Hoje, o presidente dos EUA, George W. Bush, pediu ao Congresso para aprovar o pacote, o qual impedirá, em sua opinião, que a crise se estenda a toda a economia do país.

EFE |

"O Congresso deve enviar um sinal firme aos mercados", aprovando o projeto, cujo custo é calculado em US$ 700 bilhões, ressaltou o presidente em declaração na Casa Branca.

Para Bush, os dois partidos "alcançaram um acordo extraordinário para enfrentar uma situação extraordinária", acrescentou. "É uma legislação ousada que estabilizará os mercados financeiros", disse.

O democrata Chris Dodd, que preside o Comitê de Bancos do Senado, se mostrou também confiante em que a legislação terá a aprovação da maioria dos dois partidos.

"Esperamos que isso ocorra", afirmou Dodd em declarações para a televisão esta manhã. "Isto não afeta só Wall Street. Uma extensão da crise pode prejudicar as pessoas de todo o país", assinalou. EFE pgp/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG