Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo do PR confirma início de dragagem em Paranaguá

São Paulo, 20 - O governo do Paraná anunciou hoje, em nota, autorização para a contratação de empresa que irá realizar a dragagem emergencial no Canal da Galheta, que dá acesso aos Portos Paranaguá e Antonina. A intenção de realizar a obra antes de fevereiro foi antecipada na quarta-feira passada pelo superintendente Daniel Lúcio Oliveira de Souza.

Agência Estado |

A Somar Serviços de Operações Marítimas, que venceu a licitação, deve iniciar as operações em dez dias.

Além da dragagem, o governador Roberto Requião informou que a Secretaria Especial dos Portos realizará uma dragagem para aprofundar para 16 metros o Canal da Galheta. No dia 30, a SEP realiza audiência pública em Paranaguá para receber sugestões referentes às obras que serão licitadas para a dragagem de aprofundamento do Porto de Paranaguá.

A dragagem custará ao porto R$ 7,99 por metro cúbico. A Somar terá um prazo de 100 dias para dragar um total de 3, 6 milhões de metros cúbicos de sedimentos. Com a conclusão da dragagem, o Canal da Galheta retorna ao seu projeto original que é de 15 metros.

A crise financeira, que está levando à retração das atividades econômicas em todo o mundo, acabou beneficiando o porto paranaense. O diretor da Somar, José Eduardo de Campos Figueiredo, explicou na nota que só foi possível oferecer este preço por conta da disponibilidade de uma draga de grande porte, em virtude da redução das atividades em Dubai, onde era utilizada para a criação de ilhas artificiais, "as famosas palmeiras".

Compra

Ainda hoje, ao anunciar a dragagem emergencial, o governador informou que o porto deve iniciar o processo de compra de uma draga para atender os portos paranaenses. "Paralelamente à dragagem emergencial, vamos dar início à compra de uma draga", afirmou Requião em nota da assessoria. O governador argumenta que o custo para contratar uma draga em caráter emergencial equivale à aquisição de um equipamento próprio.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG