TÓQUIO - O Governo do Japão estuda injetar fundos públicos em entidades não bancárias especialmente afetadas pela crise econômica, informou neste sábado a agência local de notícias Kyodo.

Para a medida, o Banco de Desenvolvimento do Japão compraria ações preferenciais de companhias especialmente prejudicadas pelo arrefecimento econômico.

A entidade japonesa investiria nessas firmas centenas de bilhões de ienes procedentes de fundos públicos que o Governo planeja arrecadar durante o ano fiscal 2009, segundo disseram a "Kyodo" fontes ligadas ao Governo.

A medida de emergência, que tem como objetivo ajudar na recuperação do país diante da crise, começaria a ser implantada a partir do ano fiscal de 2010, que começa em abril do mesmo ano.

Leia mais sobre: crise financeira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.